Niles altera regras do Parlamento Jovem

Número de vereadores jovens e data das sessões são as principais mudanças

Publicado em: 22 de fevereiro de 2017

Através do Projeto de Decreto Legislativo 05/2017, o presidente da Câmara Niles Zambelo Jr. (PMDB) propõe alterações no Parlamento Jovem, instituído em 2012 pelo então vereador Marcos Oliveira dos Santos. Entre as principais mudanças estão o número de vereadores jovens e o mês em que as sessões serão realizadas. 

 

Na época, a Câmara Municipal era composta por nove vereadores – atualmente são 13. E, a pedido dos professores, a data de realização do Parlamento Jovem também mudou, passando de abril para junho. “Não havia tempo das escolas trabalharem o tema em sala de aula, pois o início do ano letivo é muito próximo ao Carnaval, com muitos feriados", justifica. 

 

Caso o texto seja aprovado, as sessões do Parlamento Jovem ocorrerão nas duas primeiras terças-feiras de junho, às 16 horas. Será constituído por 13 "vereadores" escolhidos entre os alunos do 6º ao 9º ano das escolas públicas e particulares da cidade. Os interessados deverão apresentar trabalhos na forma de Projeto de Lei (PL) visando o bem-estar da comunidade. Cada instituição escolherá os cinco melhores, que posteriormente serão analisados pelos vereadores. Os autores dos melhores projetos participarão do Parlamento Jovem.

 

A sessão de posse obedecerá o mesmo ritual dos vereadores eleitos em outubro, como a escolha da Mesa Diretora. Em seguida, os vereadores mirins apresentam seus projetos para discussão e votação.

         

“Espero que o Parlamento Jovem proporcione ao estudante entender o mundo político. Além disso, os projetos podem virar leis municipais", explica Niles.  

 

 

 


Publicado por: Gabriel Pizzo Ottoboni - Assessor de Comunicação, Cerimonial e Eventos

Cadastre-se e receba notícias em seu email