CEF descarta nova casa lotérica em Barra Bonita

Estudos mercadológicos travam instalação de mais uma unidade na cidade

Publicado em: 12 de abril de 2017

A Caixa Econômica Federal (CEF) não pretende ampliar o número de unidades lotéricas em Barra Bonita. A informação é da superintendência regional do banco em resposta à Moção de Apelo apresentada pelo vereador Claudecir Paschoal em fevereiro. No documento, o parlamentar pede a instalação de lotérica ou posto de atendimento nos altos da cidade. A justificativa é o amplo comércio e o número de habitantes dos bairros Cohab, CDHU e Sonho Nosso. 

 

Em comunicado enviado à Câmara, a CEF explica que estudos mercadológicos realizados periodicamente não indicam a instalação neste momento. “Como forma de suprir a necessidade apontada, indicamos a esta nobre Casa de Leis o incentivo ao empresariado lá instalado em se conveniar como “Correspondente Caixa Aqui”, de estrutura mais enxuta e de menores custos, que também atenderia a necessidade de bancarização, pagamento de contas, saques, depósitos e benefícios sociais”, diz trecho do documento.

 

Restaurante Bom Prato

 

O pedido do vereador Joãozinho do Hospital (PPS) por uma unidade do restaurante Bom Prato nas dependências do hospital Amaral Carvalho, sediado em Jaú, será avaliado pelo governo do Estado de São Paulo.               

 

Em resposta à Moção de Apelo apresentada em fevereiro pelo parlamentar, ofício assinado pelo subsecretário da Casa Civil Murilo Macedo informa que a instalação é pautada por estudos técnicos que levam em conta critérios sociais e econômicos. Em sua justificativa, o parlamentar alega que a entidade recebe diariamente milhares de pessoas e que os pacientes e acompanhantes chegam de madrugada e retornam para suas cidades apenas no final da tarde, esperando o transporte muitas vezes sem nenhum tipo de alimentação.               

 

As unidades do Restaurante Bom Prato, programa social do governo estadual, servem refeições [almoços] a R$ 1,00, além de cafés da manhã por R$ 0,50 cada. Crianças de até seis anos não pagam.


Publicado por: Gabriel Pizzo Ottoboni - Ass. de Comunicação, Cerimonial e Eventos

Cadastre-se e receba notícias em seu email