Claudecir pergunta sobre área concedida à empresa de calçados

Vereador alega que Mussi & Mussi não cumpriu objetivos estabelecidos em lei

Publicado em: 27 de junho de 2017

Em 19 de agosto de 2014, a Câmara Municipal autorizou a concessão administrativa de uso de terreno no Distrito Industrial para a Mussi & Mussi – Indústria e Comércio de Calçados EPP. Na época, a Prefeitura encaminhou ao Poder Legislativo projeto de lei que previa ainda a doação definitiva da área. De acordo com a Lei nº 3.121, a empresa deveria estar em plena atividade em até dois anos.

 

Durante visita pelo local, no entanto, o vereador Claudecir Paschoal (PMDB) alega que houve apenas a instalação de um hidrômetro em uma área de aproximadamente 1.900 metros quadrados. O parlamentar confirmou junto à Prefeitura e ao SAAE tratar-se de terreno concedido à empresa.

 

Na sessão ordinária realizada nesta segunda-feira (26), Paschoal apresentou Requerimento ao poder púbico sobre medidas para a revogação da concessão. Ele quer saber ainda se existem débitos fiscais e se há estudos para nova concessão da área.

 

“Quando votei favoravelmente ao projeto, imaginei contribuir com a geração de renda da cidade, uma vez que a estimativa era criar entre 100 e 150 empregos”, explica. “Mas a empresa não fez as obras e o prazo expirou. Agora quero saber se a administração tomou as providências necessárias”.

 

A Prefeitura tem 15 dias para responder o documento.  


Publicado por: Gabriel Pizzo Ottoboni - Ass. de Comunicação, Cerimonial e Eventos

Cadastre-se e receba notícias em seu email