Testa pede execução da lei sobre coleta de lixo

Objetivo é acabar com depósito de sacos plásticos em vias públicas

Publicado em: 04 de abril de 2018

Classificado por Adriano Testa (PROS) como “assunto espinhoso”, a coleta de lixo em Barra Bonita voltou a ser debatida esta semana na Câmara Municipal. Através de Moção de Apelo, o parlamentar pede que a Prefeitura elabore cronograma avisando toda a população e que a coleta de lixo seja definitivamente realizada nos termos da lei complementar número 01 de 2015, que dispõe sobre os procedimentos de limpeza urbana e dá outras providências. Entre outros pontos, a norma exige a instalação de lixeira em frente às residências e proíbe o descarte de qualquer tipo de material em vias e passeios púbicos.

 

Testa alega que recebe diariamente inúmeras reclamações sobre a quantidade de lixo acumulada nas esquinas da cidade. “Devido à demora natural da própria coleta, em muitos lugares os sacos de lixo são atacados por animais e acabam se espalhando pelas ruas e entupindo as galerias pluviais”.  

 

Ainda durante a sessão ordinária realizada nesta segunda-feira (02), Adriano Testa apresentou seis Indicações (veja abaixo). As sugestões foram encaminhadas para a Prefeitura.

 

- Limpeza das passarelas localizadas atrás da igreja São Clemente, do bairro Jardim Samambaia, bem como a instalação de placas de “proibido jogar lixo”

- Instalação de redutores de velocidade na Avenida Papa João Paulo II, defronte à praça da Bíblica

- Capinação e limpeza da creche Profª. Maria Andréia de Oliveira Lima, no Jardim dos Ipês

- Capinação e limpeza do posto de saúde do Jardim Nova Barra

- Capinação e limpeza na escola Profª. Mercedes Lopes de Marchi

- Operação tapa-buracos na Rua Francisco Angélice, bem como a edificação de mureta na área verde da calçada em continuação àquela já existente, além da poda de árvores do local.

 


Publicado por: Gabriel Pizzo Ottoboni - Ass. de Comunicação, Cerimonial e Eventos

Cadastre-se e receba notícias em seu email