Vereadores analisam contrato entre Prefeitura e Funbbe

Imóvel localizado na entrada da cidade será utilizado por secretarias municipais e para estacionamento da frota

Publicado em: 22 de agosto de 2018

A Prefeitura de Barra Bonita pretende utilizar imóvel que pertence à Funbbe para instalar secretarias municipais e abrigar a frota pública. Instalado na Avenida Narcisa Chesini Ometto, no Portal da Barra, a área abrigava a Faculdade do Interior Paulista (FIP), vinculada à instituição.

A administração assumirá a guarda, manutenção, segurança, limpeza e demais despesas, como pequenas reformas e melhorias na edificação que atendam suas necessidades. O vínculo entre as partes será de um ano, renovável por igual período, sucessivamente, mediante manifestação das partes.

Nesta segunda-feira (20), a Câmara Municipal aprovou como objeto de deliberação o Projeto de Lei (PL) 15/2018, que autoriza o Poder Executivo a contratar, por meio de comodato, imóvel da Funbbe. O texto segue agora para análise das Comissões Permanentes e em seguida retorna ao plenário para ser discutido e votado em dois turnos.

Também como objeto de deliberação, os vereadores aprovaram o PL 16/2018, que autoriza a Prefeitura realizar serviços para a retirada da alvenaria que invadiu o calçamento público em frente a imóvel localizado na Rua Salvador de Toledo, nº 1.830, no bairro Vila Nova.

Com o prolongamento da rua, o imóvel em questão – que já existia no local – passou a invadir o calçamento público.

“Em vista da expansão habitacional ocorrida naquele bairro, concomitantemente com a construção de uma unidade escolar ao lado, houve um aumento considerável no tráfego de veículos, colocando em risco a segurança de pedestres que ali transitavam, já que são obrigados a caminhar pela rua”, diz trecho do ofício encaminhado à Câmara. “O Município entrou com ação judicial para a solução do referido imbróglio, que resultou em um acordo, onde se comprometeu a arcar com a demolição da alvenaria ali existente, uma vez que, conforme já informado, a casa já existia antes do prolongamento da rua”.


Publicado por: Gabriel Pizzo Ottoboni - Ass. de Comunicação, Cerimonial e Eventos

Cadastre-se e receba notícias em seu email