Claudecir questiona situação do velório municipal

Vereador alega que imóvel precisa de manutenção

Publicado em: 12 de março de 2019

A situação do velório de Barra Bonita foi discutida esta semana pelos vereadores em razão de Requerimento apresentado pelo presidente Claudecir Paschoal (MDB). A propositura questiona o número de funerárias que utilizam o local, se contribuem com a manutenção, se existe projeto de reforma e se há estudos visando a cessão de uso do velório. O documento foi encaminhado para a Prefeitura e o prazo para as respostas é e 15 dias.

 

O velório municipal foi entregue à comunidade em 1988. São 392 metros quadrados distribuídos em várias salas, copa e sanitários, atendendo a demanda do município na época. De acordo com Paschoal, no entanto, o local está defasado em razão do aumento da população e da precariedade de sua infraestrutura. “O imóvel precisa ser reformado. Além da perda e da sensação de tristeza, as pessoas precisam ficar em um local pouco funcional, sem conforto e muito antigo”, afirma.

 

O parlamentar acredita que a situação pode ser resolvida através da cessão de uso do velório ou mesmo sua privatização. “Nesses casos, a maior parte dos custos seria dos responsáveis pela atividade empresarial”

 

Ainda nesta segunda-feira, Paschoal apresentou o Projeto de Lei (PL) 15/2019-L, que institui o Código de Defesa do Usuário de Serviços Públicos da Câmara Municipal. A propositura atende recomendação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE/SP) e foi aprovada por unanimidade como objeto de deliberação. 

 


Publicado por: Gabriel Pizzo Ottoboni - Ass. de Comunicação, Cerimonial e Eventos

Cadastre-se e receba notícias em seu email