Vereadores querem instalação de unidade de saúde na Cohab

Objetivo é desafogar atendimento do pronto-socorro

Publicado em: 03 de setembro de 2019

Instalação de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) na Cohab, com foco no atendimento noturno, para desafogar a demanda do pronto-socorro do Hospital e Maternidade São José. É o que sugerem os vereadores Claudecir Paschoal (MDB) e Niles Zambelo Jr (MDB). Ambos apresentaram nesta segunda-feira (02), durante a realização de sessão ordinária promovida pela Câmara Municipal, Moção de Apelo para que a Prefeitura estude essa possibilidade.

 

De acordo com Paschoal, a propositura foi apresentada após o recebimento de ofício assinado pelo presidente da entidade solicitando majoração no valor repassado pela Prefeitura. A diretoria do São José pede R$ 600 mil mensais – o valor atual é de R$ 317 mil – e a justificativa são os custos provenientes de medicamentos, insumos, energia elétrica, folha salarial e honorários médicos. O documento informa também que o aumento no número de atendimentos ocorre porque os postos de saúde funcionam apenas durante o dia e há maior fluxo de pessoas no fim da tarde e à noite.

 

“Com essa diferença (de valores), a Prefeitura consegue manter uma UBS nos altos da cidade que pode funcionar à noite e aos finais de semana”, explica o presidente do Poder Legislativo. Ainda de acordo com Paschoal, a instalação dessa unidade de saúde proporcionaria aos cidadãos acesso a diversos serviços, tais como curativos, inalações, vacinas, exames laboratoriais, tratamento odontológico, medicação básica, encaminhamento a especialistas e ações de promoção, prevenção e tratamento relacionados à saúde da mulher, criança, saúde mental, prevenção a câncer, pré-natal e cuidado de doenças como diabetes e hipertensão.

 

Ao atender a população de bairros como Cohab, CDHU e Sonho Nosso, Niles afirma que a unidade receberia pacientes daquele que é considerado o maior conglomerado populacional da cidade. “Além disso, a Prefeitura não ficaria refém de determinadas situações, pois sempre há ameaça de fechamento do pronto-socorro em período pré-eleitoral, mas depois funciona normalmente nos anos seguintes. Tem sido a mesma história nos últimos 20 anos”, ironiza.

 

Local

 

A Moção de Apelo assinada pelos vereadores Claudecir Paschoal e Niles Zambelo Jr. afirma ainda que o município dispõe de inúmeros prédios públicos que podem receber as instalações de uma UBS mediante pequenas adequações, a exemplo de salão localizado anexo à escola Cônego Francisco Ferreira Delgado Jr.

 

Na mesma sessão, Claudecir e Maicon Furtado (Podemos) solicitaram informações à Prefeitura, via Requerimento, sobre o local. Eles perguntam se há contrato de concessão, cessão ou comodato vigente e atividade sendo realizada atualmente no local, além do número de pessoas possivelmente atingidas e oferta de cursos.

 

O prazo para o envio das respostas é de 15 dias.


Publicado por: Gabriel Pizzo Ottoboni - Ass. de Comunicação, Cerimonial e Eventos

Cadastre-se e receba notícias em seu email